26 abril 2011

O PROSA DE POSTOS Alarmista

O  Cônsul dos confins, em telegrama, descrevia o percalço de um funcionário: ...foi hemorragia de sangue rapidamente controlada...

VEXA pensará que artérias, capilares ou veias possam verter outra coisa?

2 comentários:

Jose Martins disse...

Uma comunicação do secretário do consulado de Banguecoque informava o Governador de Macau, em Maio de 1870, que o cônsul Guilherme Ferreira Viana faleceu de uma congestão de miolos.

P.S. O cônsul ao nadar no rio Chao Prya, nas proximidades do Campo Português em Ayuthaya,depois de uma refeição, afogou-se. Já lá vão 141 anos.
José Martins

Jose Martins disse...

Volto,
A coisa ainda se aceitava airosamente... "uma hemorragia de tinto carrascão!"