27 junho 2012

PELO PARLAMENTO G Negócios Estrangeiros

Sem sessão próxima agendada, a Comissão parlamentar de Negócios Estrangeiros e Comunidades Portuguesas, tem em carteira 3 propostas de resolução, uma audiência (3 de julho) e uma petição. A saber:
  1. Propostas de resolução
    - Duas relativas ao acordo e outro adicional sobre transporte aéreo entre os EUA e a UE, Islândia e Noruega (assinado em junho de 2011, no Luxemburgo)
    - Uma outra relativa ao Acordo de Aviação Euromediterrânico entre a UE e a Jordânia (assinado em Bruxelas, a 15 de dezembro de 2010)
  2. Audições
    Por enquanto nenhum audição agendada, depois de (26 de junho) ter sido a vez José Cesário ter sido ouvido sobre a situação atual e perspetivas futuras do ensino do Português no estrangeiro. Mais remotamente por lá passaram o representante junto da REPER, Fezas Vital (Maio) e o embaixador nomeado para Roma, Manuel Lobo Antunes (20 abril)
  3. Audiências
    Agendada para 3 de julho, uma audiência com a CGTP para apresentação das conclusões do 3º Encontro de Sindicalistas, Conselheiros e Dirigentes Associativos das Comunidades Lusófonas na Europa (Luxemburgo, 19 e 20 de maio)
  4. Petições
    Apenas uma petição para ser discutida. Trata-se de uma petição individual entrada a 25 de maio, assinada por Bruno Santos Ribeiro. Solicita-se a intervenção do parlamento junto das autoridades paquistanesas para a libertação de Asia Bibi, uma mulher cristã condenada à morte por blasfémia no final de 2010. E tudo porque Asia Bibi quis oferecer água a mulheres muçulmanas que recusaram por ela ser cristã. Segui-se discussão em que Asia Bibi terá afirmado que Jesus morreu na cruz pelos cristãos perguntando depois o que é que Maomé tinha feito pelos muçulmanos. As mulheres muçulmanas, indignadas pela pergunta, foram falar com o iman da aldeia, seguidamente Asia Bibi foi agredida por homens, depois a polícia do costume, prisão, reações em cadeia dos islamitas pela blasfémia, decisão do Supremo Tribunal de Lahore... O autor da petição justifica a iniciativa pessoal porque o caso tem pouca divulgação em Portugal.

1 comentário:

Bruno Santos Ribeiro disse...

Sr. Carlos Albino


Meu nome é Bruno Santos Ribeiro e fui o autor da petição para a libertação de Asia Bibi.
Como deve ser do seu conhecimento a petição foi rejeitada. Devo dizer que fiquei desiludido mas nao tanto quanto seria de esperar. E porquê? Porque de certa forma já esperava isto. A minha falta de experiência, pois que foi a primeira vez que fiz uma petição, esteve na origem de certos erros os quais nao foram obviamente propositados. Um deles, devo admitir, foi em parte a justificação da petição. Fiquei sensibilizado pela historia de Asia Bibi e quis fazer algo. Talvez pudesse ter feito algo diferente, mesmo uma outra petição. Mas também quis que o caso fosse conhecido em Portugal. E isso foi uma das razoes para fazer esta petição. Agora nao compreendo é o uso das reticências no seu texto quando chega à parte do motivo da minha petição. Talvez que esteja enganado, mas isso da a impressão de que o senhor acha esta petição uma coisa sem valor por causa do motivo que eu encontrei para a fazer. Ora é pena porque a petição tem muito valor independentemente do erros de quem a fez. Foi pena nao ter escrito antes dela ter sido analisada na Assembleia mas so agora descobri este artigo. Em todo o caso se estou enganado queira por favor aceitar as minhas desculpas.

Cordialmente
Bruno Santos Ribeiro