05 fevereiro 2011

Brasil protesta no Egito

O governo brasileiro prepara, via Embaixada do Brasil no Egito, uma nota de protesto contra o governo de Hosni Mubarak. O embaixador do Brasil no Cairo, Cesário Melantonio Neto, vai reclamar do impedimento de um diplomata de dar assistência a brasileiros, num um hotel, e de agressões sofridas por jornalistas brasileiros. A reação brasileira ocorre um dia depois de um diplomata ser impedido de entrar um hotel, no centro do Cairo, para dar assistência a brasileiros e também quando jornalistas do Brasil foram detidos, vendados e tiveram os equipamentos apreendidos. Os jornalistas Corban Costa, da Rádio Nacional, e Gilvan Rocha, da TV Brasil, ficaram presos por 18 horas e depois receberam ordens para deixar o país.

1 comentário:

Jose Martins disse...

A diplomacia tem destas coisas chatíssimas quando ventos violentos sopram num país onde um embaixador representa seu país.
.
Eu conheci um embaixador levou uma “lapada” de uma vendedeira de rua (num país de paz) depois da discussão do preço de um relógio (falso) de marca.
.
Bem melhor o Brasil, em vez de uma nota de protesto contra o Governo de Mubarak, enviar umas escolas de samba com brasileiras com “bundinhas” avantajadas que certamente, com aquele abanar caracteristico, iria distrair os egípcios e parar com a guerra das pedras.